sábado, maio 05, 2007

Saindo do casulo

Desculpem a demora em trazer noticias, desculpem-me por ter deixado vocês preocupados, não tive essa intenção, mas eh que aconteceu muita coisa nessas ultimas semanas... mas agora esta tudo bem, a vida esta voltando ao normal. Ou melhor, estamos tentando construir uma vida mais normal, mais tranquila do que a que a gente levava...

No primeiro fim de semana de Maridim fora do hospital não quis gastar muito tempo na frente do computador, quis mesmo ficar bajulando meu amorzinho, recebemos muitas visitas e descansamos bastante. Logo depois, na semana seguinte, tive uma crise de gastrite como ha muito tempo não tinha. Fiquei de cama, não pudia comer nada que tinha que botar pra fora, ate febre eu tive. Puro stress, nada mais. Minha gastrite sempre vem depois de um periodo de muito stress, e dessa vez não foi diferente. Mas do jeito que veio, foi embora depois de alguns dias.

Depois disso tudo, temos tentado aproveitar melhor o nosso tempo livre. O tempo aqui continua lindo (pelo menos ate segunda feira deve continuar assim), temos andado bastante de bicicleta, quase todos os dias, fomos ao Keukenhof num dia desses, alugamos um barquinho (inho mesmo, tipo um pedalinho, so que com motor) e fomos passear com as crianças sabado passado, coisas assim, simples e gostosas.

Maridim continua super bem. Fomos ao medico dele e na verdade ninguem entende o que aconteceu. Continuamos na incerteza. Ele continua tomando a medicação direitinho, o coração dele voltou ao tamanho normal em 5 dias apos o inicio da medicação. Os medicos dizem que não faz sentido uma insuficiência cardiaca com inicio tão repentino e melhora tão rapida. A hipotese de infecção viral continua sendo a mais forte. Mas eles disseram que não ha como detectar o virus agora, então o procedimento sera o seguinte: Maridim continua tomando a medicação e, apartir do final desse mês, ele fara exames regularmente, e a cada consulta, a quantidade de medicamentos sera reduzida. O objetivo eh parar totalmente com os medicamentos, mas se isso sera possivel, so o tempo vai dizer. Tudo dependera de como o coração dele vai reagir. Se der tudo certo, a conclusão sera de que realmente foi uma infecção viral. Agora eh esperar pra ver.

Enquanto isso, estamos tentando adaptar a nossa vida. Vocês todas têm razão, nossa vida eh muito agitada, sempre fazendo mil coisas ao mesmo tempo. Estamos pisando no freio. Eu estava sempre muito cansada, sem tempo pra nada, não conseguia meacostumar ao ritmo acelerado de Maridim. Ele, sempre cheio de energia, dizia que eu parecia uma velha, mas agora o corpo dele acho que resolveu dar um basta nisso tudo. Agora ele vê e concorda comigo de que ele sempre viveu num ritmo muito louco, mas pra colocar isso na cabeça dura dele acho que so um choque como esse mesmo.

Desaceleramos nossos finais de semana. Programas mais leves, as vezes so ficarem casa, vendo tv, ou pegando um solzinho, ou cuidando do jardim, coisas que antes a gente nunca fazia. Maridim parou de fumar (Êêêêê!!!), cancelou uma viagm pra Angola que ele faria esse mês. Ao Brasil, ele tambem não vai mais por agora. Viagens a trabalho por agora, so por aqui pela Europa. Esta tambem trabalhando menos. Ate 18:00hs e pronto. Eu mudei meu horario de trabalho. As segundas-feira começo a trabalhar a uma da tarde. Assim podemos dormir de domingo pra segunda aqui em Groningen e sair daqui na segunda umas 9:30 da manhã. Parece bobeira, mas faz muita diferença. Nossos domingos estão bem melhores. Antes não aproveitavamos nada do domingo a partir das 4 da tarde. Era fazer malas, fazer comida, comer, arrumar tudo, viajar por 2 hs, chegar em Tiel, arrumar tudo por la, tomar banho e cama. Acabou o domingo. Agora nossos domingos são como os das outras pessoas normais, que vivem em uma casa so.

Esse continua sendo o nosso grande problema. Essa coisa de morar em duas casas. Vou explicar o porquê. Maridim nasceu e foi criado numa cidadezinha da provincia Groningen. Aqui casou e teve 3 filhos. Mas desde os 20 anos trabalha numa empresa que ja teve escritorios em Alkmaar, Amsterdam, Rotterdam, e agora pertinho de Tiel. Então, ele sempre morou durante a semana em apartamentinhos alugados pela empresa perto do escritorio, e so ia pra casa (em Groningen) nos finais de semana. Ele sempre viveu assim, esta superacostumado, mas admite que essa foi tambem uma das razões por que o seu casamento não deu certo. E a gente não quer viver assim, separados a semana inteira. E ele tambem não quer morar em Tiel de vez, ja que sua familia, amigos, e, principalmente, filhos, estão aqui em Groningen. Dificil, ne? Nossos planos eram de vivermos nesse sobe e desce ate o final do ano, e no inicio de 2008 nos mudarmos de vez pra ca. Maridim ja tinha conversado no trabalho, e duas possibilidades estão sendo estudadas. Ou ele trabalha em casa dois dias por semana, ou o escritorio vai se mudar mais pro norte. Não so por causa do Johan, mais tambem outras pessoas da empresa moram aqui no norte, e se beneficiariam com essa mudança. Depois da estadia de Maridim no hospital, parece que todo esse processo esta se acelerando, parece que tudo vai se resolver relativamente rapido. Eu estou super feliz de finalmente morar um uma casa so, poder cuidar e me sentir “em casa” aqui.

Nossa, o post ficou enorme, mas eu tinha muita coisa pra contar. Mais uma vez agradeço muito o carinho e a preocupação de vocês, e mais uma vez, me desculpem pela demora.

Eliana, eu acompanhava o seu blog, suas estorias divertidas sobre o seu estagio, ate o seu acidente, mas agora acho que a pagina eh bloqueada, ou eu so tenho o endereço antigo? Você continua blogando? Enfim, fico feliz de saber que você esta bem depois daquele periodo dificil, espero que você esteja totalmente recuperda.

10 Comentários:

Às domingo, maio 06, 2007 3:22:00 PM , Blogger Agridoce disse...

Oi, Pati, bom ter notícias suas!
Fico feliz que tudo está indo bem por aí, que bom que o seu amor parou de fumar!
Mudanças no estilo de vida são assim mesmo, podem ser difíceis no início, podem ser feitas apenas após um grande susto, mas o benefício depois dessas mudanças é maravilhoso.
Legal essa mudança de rotina, é bom poder fazer as coisas com calma e ter esse tempo para descansar, o organismo precisa disso...
E esses programas simples e de famílias valem ouro, é isso que mais importa na vida, estar com quem se gosta, fazendo o que se gosta (:
Agora fico na torcida por vocês, que no final do ano vocês possam ficar apenas em um lugar, aquele que você vai poder, finalmente, chamar de sua casa!
Um beijão, é muito bom ter você de volta e feliz!

 
Às domingo, maio 06, 2007 5:22:00 PM , Blogger Jacqueline disse...

Olá Patrícia!!!! Tenho acompanhado a sua situação e graças a Deus que as coisas estão tomando o caminho certo. Eu também trabalho em uma cidade e moro em outra. É uma dor de cabeça!!!! Torço para que você consiga estar em "sua casa" definitivamente o mais rápido possível. Meu nome é Jackie e eu sou de Maceió/Alagoas. Um beijo e tudo de bom para vocês.

 
Às domingo, maio 06, 2007 6:21:00 PM , Anonymous Eliana disse...

Oi Patrícia, que alívio ter notícias suas. Já estava preocupada e agora fico contente em saber que tudo está mais calmo e que o susto já passou. Acho que o que mais nos questionamos nestas horas é o porquê de "tudo". Enfim...a vida nos prega peças e temos que aprender a lidar...afinal ninguém está "livre" de alguma dificuldade. Mas é isso aí...cuidem-se bem todos aí, porque nada é mais importante do que nossa saúde e bem-estar. Ah vc pode acessar o link e enviar uma mensagem de solicitação. Através do seu e-mail vc pode ver a minha página. Beijos

 
Às domingo, maio 06, 2007 8:39:00 PM , Blogger Naldy disse...

Faço minhas as palavras de Agridoce!
Olha, você escreveu no post anterior que temos que ver o lado bom das coisas que acontecem (adaptei)
Então o que vejo nisso tudo é que vocês vão ter uma casa só, vai passar mais tempo junto dele e seu marido vai poder curtir mais a vida a dois e com menos 'correria'.
No fim, vc ganhou marido mais feliz sem fumar e com mais tempo para vcs.
Desejo Beterschap para ele, tudibom para vcs dois.
Carpe diem como se diz!
Muita bênção, paz, prosperidade, que é isso que queremos, não é?

 
Às segunda-feira, maio 07, 2007 2:10:00 PM , Anonymous Anônimo disse...

Nossa que bom que tudo está entrando nos eixos...
Torço para dar tudo certo para vcs e que essa correria tenha fim...
Um grande beijo,

Samantha

 
Às terça-feira, maio 08, 2007 7:07:00 PM , Blogger Aline disse...

Amiga que bom que esta tudo otimo!!!

EBAAAA vc voltou...

Sao minhas as palavras das meninas acima, a mudanca do estilo de vida pelo o que vc diz foi pra bem melhor...
Vc vai ver vai tudo se resolver e esperamos um dia saber d everdade o que aconteceu com seu maridinho e esperamos que depois que os remedios acabarem ele esteja 100 %...

bjs
Aline e super junior

 
Às quinta-feira, maio 10, 2007 10:25:00 AM , Blogger Vi disse...

éh Path as vezes a vida precisa nos dar um aviso mais severo para ouvirmos.
Excelente que seu mardio está melhor e melhor ainda que ele parou de fumar. Vc ganhou um novo marido e a saúde dele vai melhorar muito e a vida de vocês vai ficar bem mais saudável...viu que o aviso foi dos grandes! Agora vou está te visitando aqui de Monaco, isto toda vez que o vizinho deixar o wifi dele ligado e eu puder roubar o sinal..rs

 
Às quinta-feira, maio 10, 2007 5:17:00 PM , Anonymous Anônimo disse...

Kære Patricia..
Jeg har ingen ide' om hvad du skriver, men vi har meget lyst til at snart se jer igen..
Håber i har det godt dernede i Holland..
Jeg ringer eller sender en SMS en af dagene..
Hils Johan og børnene mange gange.
Knus Bjarne

 
Às quinta-feira, maio 10, 2007 11:49:00 PM , Anonymous Eliecy disse...

Olá Patrícia...


Que bom que as coisas estão entrando nos eixos. A vida é assim mesmo, às vezes precisamos pisar no freio e relaxar mais. Olha só quem tá falando. Aqui é meu marido que diz isso pra mim.

Também estou tentando diminuir o ritmo e aproveitar mais a vida a dois.

Um forte abraço e sorte aos dois.

 
Às sábado, maio 12, 2007 7:17:00 PM , Anonymous Anônimo disse...

AMIGA!!! Primeira vez que escrebo aqui para vc :)
Ja estou no Canada e feliz por ler sua linda historia de vida.
Que bom que tudo esta voltando ao normal.
Mande beijos para seu Maridim.
Beijos amiga, te amo!
Andy

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial