domingo, abril 15, 2007

Pesadelo

Nosso pesadelo começou na noite de quinta pra sexta-feira e ainda estamos querendo acordar...
Maridim passou mal, não conseguia respirar e foi as pressas pro hospital, onde esta internado ate hoje. Depois de interminaveis exames e duvidas, decobriram o mal. Maridim tem insuficiência cardiaca congestiva e estava com edema pulmonar serissimo. Em 6 horas tomando diuretico, ele perdeu 2,5 Kg so de agua que saiu dos pulmões dele. Meu Maridim estava"se afogando", com tanta agua nos pulmões dele.
Agora ele esta se sentindo bem, sem dificuldades pra respirar, mas tem que ficar la pelo menos ate segunda em observação. Os medicos querem ver comoele esta reagindo aos medicamentos. Ele esta tomando diuretico e betabloqueadores pra estimular seu coraçãozinho. O que acontece eh que o coração dele não esta batendo tão forte como deveria, a medica acha que o problema eh mesmo nas fibras musculares do coração, mas pode ser varias outras coisas. Maridim quer seguir adiante com exames pra descobrir exatamente o que esta acontecendo. Na verdade, a surpresa eh mais por conta da idade de Maridim, que eh muito novo pra ter essa doença, e por ter esse surgimento tão agudo. Insuficiência cardiaca começa aos poucos, com cansaço e tal, e Maridim ter uma energia fora do normal. Mas na familia dele problemas cardiacos são frequentes, sua mãe faleceu cedo por esse motivo e seu irmão mais velho teve ha dois anos atras a mesmissima coisa que Maridim esta tendo agora.
A gente procura sempre ver o lado bom da coisa, e nesse caso, que bom que a gente descobriu logo, que eh uma doença pra qual ha medicamentos que compensam essa falha e ele pode levar uma vida quase igual a de outras pessoas. Mas ainda leva tempo pra tudo isso achar um lugar nas nossas cabeças. Estamos ainda sobre o efeito do choque, so susto de ir ao hospital achando que se tem uma bronquite ou um resfriado mais serio e ter que ser internado as pressas no setor de cardiologia. Aqui não eh permitido ficar um acompanhante com o paciente, como no Brasil, so quando o paciente eh uma criancinha, eles permitem um dos pais ficarem. O horario de visitas eh ridiculo, de 3:30 as 4:15 da tarde e das 19 as 20hs. Eu chego la por volta do meio dia e so saio as 9 da noite. Ate hoje ninguem falou nada, ainda bem, porque eu não vou sair do lado do meu Maridim.
Esta tudo ainda tão confuso, estamos muito assustados... pensando no que a gente pode fazer pra ter uma vida mais tranquila e mais longa. O estilo de vida de Maridim tem que mudar, essa coisa de trabalhar ate tarde, esse sobe e desce Groningen-Tiel, finais de semana com as crianças, fazendo tudo e mais um pouco pra agradar os 3 e esquecendo de descansar, de tirar um tempo pra ele relaxar... tudo isso vai ter que mudar... a gente não sabe como, mas vamos achar uma solução.

4 Comentários:

Às segunda-feira, abril 16, 2007 2:20:00 AM , Blogger Agridoce disse...

Puxa, miga, imagino a barra que você deve estar passando.
Deve ser de apavorar mesmo, achar que era apenas um resfriado e ver que o problema era maior.
Mas, como você falou, que bom que esse problema foi descoberto a tempo, no caso do seu marido, o fator genético dele deve ter sido determinante para a doença.
Olha, realmente pacientes com ICC vivem muito bem, tem uma vida normalíssima se seguirem direitinho as recomendações médicas e tomarem os medicamentos. E tem que fazer as consultinhas de acompanhamento a cada 4 meses e era isso :)
Minha nona tem, descobriu antes de eu nascer (há décadas atrás) e hoje ela está com 86 anos e vive muito bem :)
Vai dar tudo certo, talvez o maior problema de vocês não seja a doença em si, mas como mudar um estilo de vida que pode estar colaborando com ela.
Mas com força de vontade ele vai conseguir, é uma questão de mudança de hábitos, as vezes pode ser difícil, mas com a sua ajuda e a das crianças ele vai se sentir motivado.
Eu não sei porque ele se desloca tanto, não sei se você já falou sobre isso (me desculpe se falou), mas não teria como vocês se mudarem e você ficar mais perto dele?
Fico por aqui, desejando melhoras rápidas para o seu amor.
Fica em paz que vai dar tudo certo.
Beijocas

 
Às segunda-feira, abril 16, 2007 2:34:00 PM , Anonymous Aline Franca disse...

Ai linda que coisa chata, um pesadelo mesmo, _eu sempre falo para o Greg vc nao esta permitido ficar doente, acho que eu ficaria louquinha, mais vc esta provando ser uma fortaleza heim, muito bom isso estaremos em oracao para a saude dele e para sua forca continuar...
Concordo com a Agri em relacao ao problema maior talvez ser a mudanca na rotina, mais sera necessario entao nao resitem em fazer... :) Deus estara ao lado de vcs, e as criancas vao entender pois e a saude de papis que esta em jogo, e vcs vao encontrar uma saida para o etinerario groningen-tiel :) muita forca linda...
E se precisar estamos aqui....

Beijocas
Aline e Jr.

 
Às segunda-feira, abril 16, 2007 3:23:00 PM , Anonymous Eliecy disse...

Oi Pat...

Chato mesmo, doença é algo que nunca sabemos lidar, e principalmente quando não é lá muito normal. No entanto, peçamops a Deus, ele sempre dá a ajuda extra de que precisamos.

Realmente você tem razão, muitas vezes agravamos o que temos por causa do estilo de vida exagerado que nós levamos. Que na verdade não traz benefícios nenhum.

Cabe agora depois de estar tudo OK, vocês sentarem e conversarem a respeito, porque todos sairão ganhando com isso.

Sorte e força. Beijocas.

 
Às segunda-feira, abril 16, 2007 10:45:00 PM , Anonymous Anônimo disse...

Olá Patricia,

Deixa eu me apresentar...Me chamo Vanessa e moro no Brasil/BA. E estou com alguns parentes ai na Holanda e eles estão vindo passar ferias aqui e queriam saber qual presente eu gostaria de ganhar...mas não tenho noção das coisas boas que tem ai. Se possivel gostaria de uma dica sua. É só enviar para o email: nessaplus@hotmail.com
Desde ja obrigada
Vanessa

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial